segunda-feira, 29 de agosto de 2016

Viver com a DIABETES


A DIABETES Mellitus é uma doença crónica cada vez mais frequente na nossa sociedade, e é caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar no sangue.

EM 2013, cerca de 1 milhão de portugueses com idades entre os 20 e os 79 tinha sido diagnosticado com Diabetes, sendo que se verifica que existe um forte aumento da probabilidade de contrair Diabetes com a idade. Existe um relação entre o Índice de Massa Corporal e a Diabetes, cerca de 90% da população com Diabetes apresenta excesso de peso ou obesidade (Relatório Anual do Observatório Nacional da Diabetes, 2014)

Ao longo dos anos o número de casos tem aumentado, incluindo nas crianças. No adulto, a Diabetes deve-se maioritariamente ao excesso de peso, sedentarismo e uma má alimentação, associados a outros patologias como colesterol, hipertensão arterial, entre outros. A diabetes tipo 2 ocorre quando o pâncreas não produz insulina suficiente, sendo necessário medicação para estabelecer o normal funcionamento dos níveis de açúcar no sangue. 

Para uma vida normal e diminuir os perigos das complicações da Diabetes (pé diabético - neuropatias, retinopatias - glaucoma (olhos), nefropatias - rim), é importante uma alimentação equilibrada e uma vida ativa em exercício fisico. 

  • Deve comer de 3 em 3 horas;
  • Não deve fazer jejuns prolongados durante a noite (máx. 8 horas);
  • Deve fazer  cerca de 7 refeições diárias, dependendo dos seus horários (Pequeno almoço, lanche da manhã, almoço, dois lanches à tarde, jantar e ceia);
  • Inicie as refeições com uma sopa de legumes sem batata;
  • Faça uma caminhada por dia durante 60 minutos;
  • Beba 1,5 litros de água por dia

Exemplo horário

ATENÇÃO aos Hidratos de Carbono (HC): pão, arroz, massa, cereais como a aveia, quinoa, banana, feijão, grão, lentilhas, entre outros. Os alimentos ricos em HC devem ser consumidos com moderação, 3 colheres de sopa por dia, uma vez que este são rapidamente absorvidos pelo organismo e convertidos em açúcar, levando ao aumento do açúcar no sangue. Se comer leguminosas como feijão, favas, etc pode comer cerca de 5 a 6 colheres de sopa, ervilhas pode ir até 12 colheres de sopa, batatas apenas 2.


Opte por comer cereais integrais, além de serem mais ricos em nutrientes e fibra, serem menos processados e com menos teor de açúcar, o seu valor de HC é inferior aos cereais brancos ou normais. Facilmente e por um preço bastante acessível, encontra massa integral, arroz integral, pão integral, farinha trigo integral, aveia integral, bolacha maria integral e vários cereais integrais para juntar ao leite ou iogurtes - atenção à quantidade de açúcar! 

A palavra integral ou magro/light não significa baixos valores de açúcar, consulte sempre a tabela nutricional que encontra na embalagem de cada alimento. Opte por alimentos que não tenham adição de açúcares ou que tenham adição de stevia, alimentos 0% açúcares e 0% gorduras são os ideias (iogurtes, por exemplo). 

  1. Coma o pão fora das  refeições;
  2. Coma apenas 1 pão por dia, do tamanho da palma da mão - pode optar por comer 1/2 pão de manhã e 1/2 pão ao lanche;
  3. Coma fruta moderadamente, 3 peças por dia no máximo. A banana só deve comer 1/2 por dia; morangos, cerejas pode comer uma mão (cerca de 4/5);
  4. Coma legumes e saladas a todas as refeições principais;
  5. Coma iogurtes naturais SEM açúcar - pode guardar a fruta para acompanhar o iogurte; 
  6. Pode comer até 3 bolachas tipo Maria em dias alternados; 
  7. Evite comer alimentos ricos em gorduras e refogados (queijos gordos, enchidos, manteiga, natas, carnes vermelhas);
  8. Tempere com azeite; 
  9. Antes de ir para a cama coma alguma coisa ligeira (ex. copo de leite + 2 bolachas maria);
  10. Prefira a batata doce à batata normal, devido ao seu baixo índice glicemico; 
  11. Coma antes e depois de fazer exercício fisico, leve consigo uma barra de cereais, 1/2 pão ou uma pela de fruta caso sinto que está com hipoglicemia; 

O seu prato deve ter estas quantidades

A imagem abaixo ajuda-o a compreender as quantidades de açúcar presentes em cada alimento, traduzidas em colheres de açúcar.


Para ter uma alimentação variada e equilibrada, em baixo ficam algumas equivalências.

Se tiver dúvidas sobre a sua alimentação e/ou medicação não hesite em contactar o seu enfermeiro e médico de família, eles esclareceram todas as suas dúvidas e juntos irão encontrar soluções para o ajudar. Nem sempre os conselhos do amigo, do vizinho ou do familiar são os mais adequados, cada pessoas reage de forma diferente à diabetes, é importante conhecer como o seu corpo reage a níveis altos ou baixos de açúcar no sangue e seguir as indicações do enfermeiro e médico. 

Alimentação saudável e equilibrada + exercício fisico 
= Diabetes Controlada

Sem comentários:

Enviar um comentário